<body>

quinta-feira, junho 05, 2008

O EGOÍSTA E O EGOCÊNTRICO

COMPORTAMIENTO HUMANO

Conforme prometi, antes, defendi meu mestrado (depois falo sobre este assunto, não agora) - e por isso voltei. Voltei conforme prometido!
Pois vamos ao assunto. Vamos falar de um par de temas polêmicos: egoísmo e egocentrismo.
Segundo Wikipedia, o egoísmo consiste no hábito ou na atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos ou necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona. O egocentrismo, por sua vez, caracteriza-se pela fantasia de imaginar que o mundo gira em torno de si, tomando o "eu" como referência para todas as relações e fatos.
Ainda segundo Wikipedia, uma pessoa egoísta pode não ser egocêntrica, uma vez que luta para fazer com que os fatos se amoldem a seus interesses (grifem esta frase). A pessoa egocêntrica é egoísta, no sentido de que não consegue imaginar que não seja ela a prioridade no mundo em que vive.
Independente da idade mental do indivíduo em questão, o que venho intencionado em dizer é que, ser egoísta pode ser bom, enquanto ser egocêntrico é quase sempre ruim. Isto, deixo claro, não é o reflexo de uma mente doentia - como diria o insuperável Èmile Couè, cuja liberdade do radicalismo das colocações eu tomei o direito de imitar. Isto é um pensamento alheio, mas que acabei não só por não discordar, mas por trazê-lo ao meu cotidiano.
Se a gente olhar ao nosso redor, encontraremos uma grande massa, praticamente maioria, composta por egoístas e egocêntricos, que não podem e nem devem ser misturados no mesmo bolo! Voltemos ao penúltimo parágrafo, com a frase de meu grifo. Ela diz praticamente tudo.
A diferença essencial entre um egoísta e um egocêntrico não está no fato dos seus interesses, opiniões, desejos, necessidades estarem em primeiro lugar, até porque ambos, igualmente, assim o desejam. A diferença está, na verdade, em quem é (ou quem deveria ser) o responsável por fazer com que tão desejadas circustâncias aconteçam. No caso do egoísta, é ele quem realiza os seus atos em prol de si mesmo, em detrimento ou não dos outros. No caso do egocêntrico, ele espera que o mundo é que realize estes atos.
Agora aproveito o gancho pra retomar a assertiva de que ser egoísta não é necessariamente ruim:
Primeiro porque um ato egoísta não necessariamente provoca detrimento nos direitos dos outros. Ele apenas o é por ter como único objetivo o favor a si mesmo. E aí a gente tem que tomar cuidado com os nossos preconceitos - ter o cuidado com o peso negativo que atribuímos à palavra "egoismo".
Segundo, porque um ato egoísta, muitas vezes, simboliza ou manifesta amor próprio ou auto-afirmação da parte de quem o promove. E isto, como tenho acompanhado nos meus anos de vivência, é algo que, em boa parte das vezes, consciente ou inconscientemente, provoca apreço nas demais pessoas. Ou seja: nós, os que condenamos o egoísmo, somos os mesmos que valorizam os egoístas!
Isso pode parecer loucura, mas avalie você mesmo, nos seus círculos sociais, e em seguida tire suas próprias conclusões: pessoas de apreço pelos demais conviventes costumam ser, de alguma forma, egoístas. Isto não quer dizer que elas provoquem prejuízo aos demais, mas sim que elas promovam a sua auto-valorização.
Bom: agora vamos à parte chata da estória: os egocêntricos. Estes, sim, são uma raça por vezes desagradável. Assim eles o são porque, não bastasse desejar tanto os benefícios do mundo para si mesmos, mas eles ainda esperam que as outras pessoas façam isto por ela. Veja a sutil diferença: uma coisa é você desejar algo, e transformar o seu desejo em realidade. Outra coisa é você exigir que as demais pessoas façam isso por você...
Não é à toa - e você pode comprovar isso pelos seus círculos sociais também - que os adultos egocêntricos tendem a ser as menos respeitados, menos desejados, ou menos amados. Muitas vezes, ironicamente, ao contrário do egoísta! Avalie você, aquela pessoa que você conhece, com quem você não se sente tão confortável de conviver: vê se ela não tem alguma coisa de egocêntrico?
Confesso que não foi nada fácil pra mim separar por conceito o que é um puramente egoísta de um puramente egocêntrico, visto que em alguns aspectos os comportamentos se confundem. Mas eis que encontrei um ponto de crivo que me parece adequado:
O egocêntrico é aquele que tende a estar insatisfeito quando aquilo que ele espera que o outro faça para ele não foi feito. O egoísta, ao contrário, simplesmente vai lá e faz.

9 Puedes hablar:

Blogger Alexsandra Moreira said...

Não tinha olhado por este lado FM, gostei do texto...
Então eu sou egoísta. rsrsrsr
gostei do retorno.
bj

sexta-feira, junho 13, 2008 9:33:00 AM  
Blogger Fabricio Mota said...

Rsrs

Valeu 7.

Bjs

domingo, junho 15, 2008 12:47:00 PM  
Anonymous Irene said...

A insatisfação quanto aquilo que se espera do mundo e do próximo é inerente ao ser humano, será que todo egocêntrico fica sentado esperando enquanto todo egoísta vai lá e faz? Creio que seria tudo muito mágico e maniqueísta se fosse assim, mas felizmente o mundo não funciona assim.

segunda-feira, julho 07, 2008 10:47:00 AM  
Anonymous Irene said...

Existem coisas que podem soar muito estranhas - muita lagarta para pouca borboleta - usando um simbolismos.
Portanto, e imprescindível esclarecer que muitas vezes o egoísta faz não pelo altruísmo de "ser aquele que faz", mas para depois fazer a chantagem e dizer "eu fiz e você", mesmo que o egocêntrico tenha motivos razoáveis para não ter feito ou para reclamar.
E perguntou para mim, olhando diretamente nos meus olhos, se eu tinha consciência de que “perder tempo” com o outro é o que faz essa história importante.
Percebeu o tom de chantagem? Ela joga na cara tudo o que faz em nome do outro. Ela deseja afeto, mas o quer como uma responsabilidade de mão única. Porém, também somos responsáveis quando nos deixamos cativar - relacionamentos são vias de mão dupla.
Muitas vezes o egoísta tem certeza das regras do jogo, ainda que as regras tenham sido estabelecidas pelo mesmo, claro, já que para tudo ser plenamente cumprido os ventos tem de estar a favor.
Chega a ponto de dizer "egocêntrico é aquele que tende a estar insatisfeito quando aquilo que ele espera que o outro faça para ele não foi feito". Como se o não ter sido feito fosse algo condicionado ao tempo do egoísta (já que ele quem traçou as regras), à espera do egoísta, ao encontro com o egoísta.
Veja só que autoritarismo ditador: tudo premeditado e muito associado, conforme as ausências e/ou presenças. Talvez a contestação do egocêntrico, dita pelo seu crivo, na verdade é a busca por enxergar a realidade através de outras perspectivas.
Alem do mais, as mudanças estão ai, acontecendo a todo momento, portanto as fixações de "egoísta" e "egocêntrico" são móveis, isto é Daí eu te pergunto: você, em algum momento há quem já ocupou uma posição e/ou outra.
E mais, levantar bandeira por qualquer uma delas é motivo de que?

segunda-feira, julho 07, 2008 11:41:00 AM  
Blogger Geovana said...

Para mim os dois são ruins. O egoista faz tudo pensando nele e esquece que, muitas vezes pode passar por cima de alguém que o considera. É a pessoa que quer todos ao seu lado para que possa realiza seus objetivos, mas nunca dá espaço para que os outros cresçam junto. Pra conviver bem com um egoísta (aquele verdadeiro) é preciso ser rípido para que não seja feito de escada.

O egocêntrico, segundo este conceito, parece um ser que parou lá na fase dos 04 anos, que quer ter as coisas, mas não aprendeu a buscá-las. Esse sofre porque acredita que o mundo gira em torno dele e quando descobre o equívoco fica totalmente perdido.

Enfim, ainda prefiro aquele que cresce respeitando o próximo e quero crer que ainda sejamos maioria, senão esse mundo está perdido.

quarta-feira, agosto 06, 2008 10:11:00 AM  
Anonymous Paulo Soares said...

Filosofia de Wikipedia???
Sugiro que leia mais antes de se aventurar a escrever sobre temas mais profundos do que a sua bagagem cultural é capaz de sustentar. Abraço!

segunda-feira, novembro 23, 2009 9:58:00 AM  
Blogger Fabricio Mota said...

Paulo,

Se você é do tipo que se escora em autores-celebridade para as coisas do seu cotidiano (seu esteriótipo dá essa impressão), então continue almoçando seus livros. Não precisa perder seu tempo aqui, com minha limitada bagagem cultural.

Tenho certeza que você ganhará bastante experiência de vida com seus autores prediletos! :)

quinta-feira, dezembro 17, 2009 11:54:00 PM  
Anonymous Henrique Morgante said...

Excelente texto. Concordo plenamente com essa diferença.

Estudo também filosofia e acredito que o egoísmo é algo natural, inerente ao ser humano e algo justo.

Justiça é equivalência. Se doamos nosso tempo, energias e recursos para fazer algo útil aos outros é justo que façamos isso se nos fizer nos sentirmos bem ou resultar em benefícios recíprocos!
Um egoísta maduro sabe que precisa fazer o bem para os outros porque isso faz bem a ele e atrairá coisas boas. A palavra egoísmo sim é muito injustiçada, especialmente por mentes religiosas!

E está muito claro e bem explicada a diferença entre um egoísta e um egocêntrico!

sexta-feira, janeiro 06, 2012 6:38:00 PM  
Anonymous Anônimo said...

o egoísta pensa emprimeiro lugar ele,em segundo ele,em terceiro........o egocentrista pode até pensar no próximo mas a opnião dele sempre vale mais que a dos outros.alando sério é crucial conviver com egoístas eles nunca pensam no próximo.são pessoas que não merecem conviver em sociedade pois não sabem.

quarta-feira, maio 16, 2012 10:50:00 PM  

Postar um comentário

<< Home